Exercitando

Noemi pediu mudança de foco, deixar adivinhar o motivo.

O lugar de sempre, estradas tortas desenhando o mundo redondo, eu vou. É de noite e parece que choveu faz pouco. Caminho sozinha até à galeria, Irei na casa da minha avó ou na minha? O que vão pedir hoje?Insistente a caneta no bloco fino desenhando de linhas desnecessárias. Ele pediu água, fresca, sem gás, a mãe um vinho, da casa, taça, e as duas meninas batidos. Chocolate e morango. O garçom pensou que todas as infâncias são iguais e foi-se pensando, se, de ter outro filho, o casal pagaria o shake de caramelo. Azu,  vermelho, verde, textura de linho, pano. Falta grão, deve ser foto, caiu para o azul, e dali subo a uma torre, branca de azulejos. Vazia por dentro, vejo-me no centro, a pele morena, o olho rasgado, mil sedas tem gosto na boca.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Um Site da Web WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: