Pergunta

Não se perguntara jamais, nada, sobre essa árvore. A árvore bem em frente à sua janela. Não se perguntara, jamais, sobre como teria ali nascido, abelha, caroço, jardineiro municipal. E ela estivera sempre ali. Crescera com ele, espiando-o de mansinho pelo olho húmido em que se escorriam sujeiras de varanda, isso no tempo, em que…

Quinta-feira

Quinta. Quinta-feira. O trigo dançando no vento canicular, os badalos das vacas lentas, um extenso terminar de dia. Quinta. Dia de seminário, ah já não. Dia de outro seminário, ah já não. Análise, quinta é dia de análise. Analise-se toda a quinta! Os porcos levantam o focinho, galinhas cacarejam, os gatos, vencedores eternos, estiram-se, inconsciente…