Brincadeira, por favor descobrir de que se fala e quem fala…

Os areais macios, repletos de bandeiras vermelhas, azuis, verdes, amarelas, de postos de vigia, motos, jovens bronzeados.

Uma paz!

Quem chega, estende a toalha, reflecte brevemente sobre as tonalidades de azul, pega no livro que a mãe ofereceu no natal anterior e dispõe-se a descansar. As ondas, os gritos das mães, as risadas, os ricochetes de toalhas cheias de areia fina. Tudo aquilo nos embala, me embala, me embalava. Me adormecia. Quando começou algo inexplicável:

Uma onda sobre a areia, um grito grave, duro, arrancado ao céu da boca, seguido de duas sequências de palmas.

Um só homem gritava e a praia inteira aplaudia, certeira, uma palma, outra palma, um grito longo.

Ninguém se levantou, ninguém ligou para as urgências, os bombeiros, salva vidas, ninguém sequer levantou o olhar.

As cartas dispunham-se sobre as toalhas, os pêssegos escorriam sobre os beiços e tudo parava de novo para aplaudir, tap, tap, o grito, tap, tap, o grito! E o grito como avalanche, percorria a praia, de ponta a ponta, e regressava.

Como uma onda no estádio, sabe? Como num concerto. Mas absolutamente despido de urgência, de emoção, de afecto.

Tudo aquilo me assustou Frederika, me assustou como uma morte, minha, eminente. Um ajuste de contas por um crime que desconhecia, uma dívida que sangrava, uma boca pontiaguda no fim de um jejum.

Não volto Frederika.

Lá, não volto nunca mais.

One thought on “Brincadeira, por favor descobrir de que se fala e quem fala…

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Um Site da Web WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: