Início do último conto escrevedeiro- Teaser text :)

Pronto! Pronto! Amor, que se passa? O sonho. Outra vez? Outra vez.

Põe cara de maçada, apaga a luz e suspira. Maçada, de maça encerada, envenenada, maçaneta quebrada, maçada de peixe sem esse, robalo ou tamboril, molho de tomate, azia. Maçada é palavra de velha. No escuro, o coração acurralado, planeia fuga. Sabe o que aí vem. Não sinto as pernas. No colchão escavaram profundidade, suponho que pesam. Ele já ressona. Se fechar os olhos com muita força, talvez o sonho desapareça, as pernas voltem, e o tamboril em cubos apague o gosto do pimento vermelho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Um Site da Web WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: