Livros

Escrever é ler. Ler também é escrever. Não decepciono ninguém se me articular, sem palavras. Onde se suspendem os comentários, nem sempre faltam sentidos. Perguntas. Para ler com uma taça de chá, e um alguidar velho. Talvez o vómito. Lenços. Talvez as lágrimas.

Talvez o humor seja a única arma da hospitalidade.

De ser hospedeiro. Para não ir ao hospital.

“Um cavalo entra num bar” de David Grossman.

Não sei como descrever. Mas parece-me que a literatura é este livro.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Um Site da Web WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: